Secretário de Saúde e técnicos participaram de programa Radiofônico sobre setembro amarelo, mês de prevenção e combate ao suicídio

185

No dia 10 de setembro de 2022, o Secretário Municipal de Saúde e técnicos da Secretaria nominados mais adiante, atenderam o convite de Reinaldo Tavares e participara do Programa Roda Viva Especial sobre o Setembro Amarelo, mês de prevenção e combate ao suicídio. Como se sabe, cada mês uma cor representa uma dor, um problema ou uma situação visando contribuir com a população informando, orientando e trazendo conhecimento e  setembro é o mês da prevenção ao suicídio.
Este importante tema foi para amplamente discutido no principal programa de debates da Rádio CPN FM 100,9.  “Prevenir e combater o suicídio é importante no nosso dia a dia que é o cuidado com a nossa vida”, afirmou o Secretário Cláudio Klein. Além do Secretário, participaram do Programa, Luiz Carlos Zamboni (Coordenador da equipe multidisciplinar ), Ramila (Coordenadora do CAPS), Elisangela Tassi (Educadora Física do CAPS), Fabrícia de Oliveira Alves e Gabriela Marota (Psicólogas da Prefeitura).Estima-se que 96,8% dos casos de suicídio são resultados de doenças mentais não tratadas, não diagnosticadas ou tratadas de forma incorreta. Entendemos assim que é fundamental pedir ajuda de profissionais e tratar a sua dor.

Doenças mentais como: depressão, transtorno bipolar, uso e abuso de substâncias como álcool e outras drogas, esquizofrenia e transtorno de personalidade. Por isso é fundamental o tratamento com psicólogos e psiquiatras. Ter momentos de fazer o que gosta, mudar a rotina, cuidar da alimentação, do sono, de fazer atividade física, ou seja, cuidar de você!

Não é fraqueza pedir ajuda. É preciso pedir ajuda. O que restou comprovado no programa é que há sempre uma saída, para o problema que cada um está passando. Talvez a própria pessoa afetada não consiga enxergar e por isso precisa-se  do outro, da ajuda de profissionais capacitados para estar presente no momento de dor e ajudar a lidar de maneira mais leve com o que se  está vivendo. O apoio e o cuidado da família e dos amigos é de suma importância, para ajudar quem sofre a se sentir mais forte e querido. No programa concluiu-se que: Há sempre razões para viver!

Assessoria de Comunicação – Prefeitura de Além Paraíba